Crédito pula de 24,7% para 55,2% do PIB em 10 anos

O volume total de crédito do sistema financeiro brasileiro chegou a R$ 2.531.490 milhões em junho de 2013, um crescimento de 563,8% em relação ao R$ 381.367 milhões de junho de 2003. Os números são de um estudo divulgado hoje pela Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac).

Nestes dez anos, a porcentagem do crédito em relação ao PIB pulou mais de 30 pontos percentuais – de 24,7% para 55,2%. Mesmo assim, ainda está bem abaixo das taxas praticadas por países desenvolvidos, onde o crédito frequentemente ultrapassa 100% do PIB.

O crescimento no volume de empréstimos para pessoas físicas nos dez anos foi de 766,7% e chegou a 715.264 milhões de reais em junho de 2013. Nos empréstimos para pessoa jurídica, o aumento foi de 452,4% em 10 anos.

Mesmo com a expansão do crédito, houve queda de 5,2% da inadimplência no período, mais acentuada entre pessoas físicas (de 15,5% para 7,2%) do que entre as jurídicas (de 4,7% para 3,5%).

O prazo médio dos financiamentos aumentou 426% nos dez anos avaliados, de 7,3 para 38,4 meses. O aumento foi maior para pessoas jurídicas (de 5,7 para 30,1 meses) do que para pessoas físicas (de 9,8 para 47,9 meses).

A taxa de juros geral foi de 56,7% em junho de 2003 para 26,5% em junho de 2013, uma queda de 30,2%. A queda para pessoas físicas foi de 46,5% no período, muito acima do recuo de 19,3% para pessoas jurídicas.

Fonte: Exame

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje