Comandante do 4° Batalhão afirma que uso de armamento nas manifestações de Alagoinhas segue normas da corporação – Exclusiva

O Ten. Cel. Costa Ferreira, comandante do 4° Batalhão da Polícia Militar, afirmou ao editor do Alagoinhas Hoje na noite desta segunda-feira que o armamento em poder dos policiais que estiveram nas duas manifestações do Grupo Vem Pra Rua Alagoinhas foi o adequado e não houve qualquer excesso.

Alguns manifestantes  afirmaram ao site  que a polícia estava armada demais com objetivo de intimidá-los e que eles queriam apenas protestar.

O comandante negou o excesso e disse que o armamento em posse dos militares necessariamente não tem como objetivo a sua utilização.  “É melhor portar e não precisar do que necessitar e não ter como utilizar o armamento adequado”, salientou Costa Ferreira, acrescentando “que o 4º BPM segue as normas da corporação e as técnicas de segurança pública”.

Na manifestação da próxima sexta-feira, de acordo com o comandante, a Polícia Militar usará a mesma estratégia, postando-se na retaguarda, e o armamento de praxe. “Não avaliei a postura dos manifestantes, assim como entendo que eles não têm condições técnicas de avaliar os nossos procedimentos”, enfatizou.

Ele salientou que o papel da PM é intervir apenas quando houver necessidade. “O comando, além de se preocupar em oferecer as condições para os manifestantes protestarem, tem obrigação de se preocupar com os policiais, que são servidores públicos, pais e mães de família”, pontuou o Ten. Cel. Costa Ferreira.

As armas utilizadas na sexta-feira serão de baixa letalidade e agentes químicos.

 

 

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje