Clima tenso, com agressões verbais, em reunião sobre transporte coletivo de Alagoinhas

A reunião que aconteceu hoje, entre as 9 e 12 horas, no auditório da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), em Alagoinhas Velha, foi tensa e com agressões verbais entre representantes do SINDETCURA e do Sindicato dos Rodoviários no Estado da Bahia (STROBA).

O superintendente da SMTT, Anderson Baqueiro, os secretários da Fazenda, Renato Almeida, de Infraestrutura e Planejamento Urbano, Sonia Fontes, de Agricultura, Jenser Souza, de Serviços Públicos, Harnoldo Azi, e o procurador jurídico da Prefeitura de Alagoinhas, Ricardo Marcolin, representaram a administração municipal.

Léo Oliveira e Daniel Ferreira participaram como porta vozes dos estudantes universitários; José Raimundo Almeida Rocha, em nome da União das Associações de Moradores de Alagoinhas (UAMA), e um diretor da União das Associações Rurais de Alagoinhas (UARA).

Os donos das empresas de ônibus – Juraci Xavier (Xavier), Raimundo Estélio (Cidade de Alagoinhas) e Maximino Gonzalez (ATP) – também estiveram presentes, acompanhados do advogado do SINDETCURA.

Segundo um dos participantes, que esteve na reunião do começo ao fim, o clima entre Xavier e um dos diretores do Sindicato dos Rodoviários no Estado da Bahia ( STROBA) desandou, teve agressões verbais e a educação passou longe.

Na reunião, o advogado Ricardo Marcolin disse que 30% da frota, como determina a lei, deveria estar nas ruas.  A prefeitura, segundo o procurador jurídico, tomaria as providências para assegurar o mínimo de veículos à disposição dos usuários.

Até as 17h45 desta quinta-feira, na sede do sindicato patronal, donos das empresas de ônibus e sindicalistas estavam reunidos para buscar alternativas visando encerrar a greve, que há três dias prejudica todos os segmentos do município.

O maior impasse está no índice de aumento proposto pelos sindicato patronal e as reivindicações salariais dos trabalhadores, além de outros itens que compõem o acordo coletivo, cuja data-base é maio.

A reunião não havia acabado até o fechamento desta matéria.

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje