Ciro: ‘Quem produziu a maior crise econômica da história do Brasil foi o PT’

O ex-ministro Ciro Gomes (PT) comparou os movimentos lulista e bolsonarista nesta quarta-feira (11), atribuindo aos dois o adjetivo de “lunático”, visto que ambos defendem cegamente seus ídolos, o ex-presidente Lula (PT) e o presidente Jair Bolsonaro (sem partido).

“O Bolsonaro pode andar pelado, bater na mãe, e o bolsonarista fanático perdoa, ri e elogia. O lulista fanático é igual. Não é que o Lula seja igual ao Bolsonaro. O petista fanático é igual”, afirmou, em Salvador, durante visita para manifestar pessoalmente apoio ao pré-candidato a prefeito pelo PDT, o secretário municipal de Saúde Leo Prates.

Em um evento realizado no Museu Eugenio Teixeira Leal, Pelourinho, o pedetista voltou a atribuir a ascensão do bolsonarismo a políticas adotadas pelo PT, acrescentando que o partido “produziu a maior crise econômica da história do Brasil”.

“Se a gente quer olhar para futuro, consertar as coisas do Brasil, a pergunta que eu faço é simples: existiria o bolsonarismo fanático, boçal, fascistóide, se não fosse o Lula e o petismo? Eles querem fazer o povo de besta, mas o povo sabe que dia foi que a tragédia começou. Quem produziu a maior crise econômica da história do Brasil foi o PT. Isso não só eu quem estou dizendo, é só olhar os números. A Dilma [ex-presidente pelo PT], em dois anos derrubou a economia: 3,2 e 3,3%, um acumulado sobre o outro. Sabe quando foi que na história do Brasil aconteceu isso? Nunca. Essa crise econômica fez com que 40 milhões de brasileiros que tinham ascendido socialmente no período Lula […] a Dilma mandou isso tudo de volta. Não é porque a Dilma é picareta, a Dilma é uma pessoa honrada. Mas porque o modelo econômico do PT trazia essa semente. Não era um modelo de desenvolvimento, era um modelo de expansão do consumo”, avaliou.

 

Fonte: bahia.ba

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje