Caixa: Limite para financiamentos fica menor a partir de hoje

Em apenas quatro meses, a Caixa reajustou duas vezes, em janeiro e em abril, a taxa de juros para o financiamento da casa própria. O último reajuste vale desde o dia 13 nos contratos do Sistema Financeiro Habitacional (SFH), voltado para imóveis de até R$ 750 mil.

Em quatro meses, a chamada taxa de balcão (clientes sem relacionamento com o banco) passou de 9,15% ao ano para 9,45%. Para quem já tem relacionamento com o banco, os juros subiram de 8,75% para 9,30% ao ano. Para os servidores públicos que recebem pelo banco, a taxa passou de 8% para 8,8%. “Parece pouco, mas o impacto no final das contas é significativo”, garante Flávio Galizzi.

A Caixa também reduziu o percentual máximo de financiamento de 90% para 80% nas operações do SFH. Para contratações que usam a tabela Price, em que as prestações iniciais são menores, o financiamento máximo passou de 70% para 50%. A partir de hoje, para imóveis usados, a Caixa reduziu o limite de financiamento para 50%.

Rigor

 Para Ricardo Maciel Silva, proprietário da Facilita Documentos, empresa especializada em financiamentos imobiliários, o banco dificultou também os critérios para conceder o empréstimo. “Ele está passando um pente fino no histórico financeiro do interessado. Qualquer deslize, o financiamento é negado. Acredito que a Caixa deva estar sem dinheiro para investir”, opina.

Em nota, a Caixa informou que o ajuste foi realizado por motivo do aumento das taxas básicas de juros e reforça que continua oferecendo as melhores taxas do mercado para imóveis enquadrados no SFH. 

Fonte: O Tempo

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje