Caixa amplia prazo de pausa da prestação de imóveis para 120 dias

A Caixa Econômica Federal disponibiliza, a partir da próxima segunda-feira, 18, a ampliação da pausa na habitação por um período de 120 dias para aqueles clientes pessoa física que já solicitaram a suspensão temporária de 90 dias do financiamento habitacional e Crédito Imóvel Próprio (Home Equity) e tiveram o pedido atendido. Para quem decidir solicitar a suspensão temporária das prestações a partir de agora, o período de já será de 120 dias no total.

A ampliação do período de pausa também estará disponível para os clientes pessoa jurídica. Esta condição é válida para os financiamentos à produção de empreendimentos e para os financiamentos de aquisição e construção de imóveis comerciais – individual.

Para o presidente da Caixa, Pedro Duarte Guimarães, “ao estender a pausa na prestação do contrato habitacional para quatro meses, o banco oferece às pessoas e empresas a oportunidade de reprogramar seu orçamento diante das dificuldades que vêm enfrentando nesse período”, comenta. A medida faz parte das ações do banco para oferecer aos clientes alternativas para enfrentar os efeitos causados à economia pela covid-19.

Na avaliação de José Alberto de Vasconcellos, segundo vice-presidente do Conselho de Regional de Corretores de Imóveis da 9a. Região (Creci-Bahia), “a decisão da Caixa significa um alívio para o mutuário porque a prestação tem um peso significativo nas finanças do adquirente. Mas também traz tranquilidade porque o sistema habitacional não é na base da hipoteca e sim na alienação fiduciária, que faz com que no atraso de três prestações, o órgão financeiro é obrigado a tomar o imóvel. Então a situação do mutuário fica muito mais frágil. Com essa possibilidade de pausar estes pagamentos, o mutuário pode fazer a esta situação tão difícil que estamos atravessando”.

Até o momento, mais de 2,3 milhões de mutuários já solicitaram a pausa na prestação habitacional. Durante o período de pausa o contrato não está isento da incidência de juros, seguros e taxas. Os valores dos encargos pausados são acrescidos ao saldo devedor do contrato. A taxa de juros e o prazo contratados originalmente não sofrem alteração.

Como solicitar

Podem solicitar clientes pessoa física com contratos em dia ou com até 180 dias de atraso; clientes que utilizaram o FGTS para abater uma parte da prestação; clientes pessoa jurídica com contratos em dia ou com atraso de até 60 dias (duas prestações). Para pessoa física solicitar a pausa, basta acessar o aplicativo Habitação Caixa ou registrar o pedido pelos telefones 3004-1105 e 0800 726 0505, ou pelo 0800 726 8068. Para pessoa jurídica, a pausa pode ser solicitada pelo número 0800 726 8068.

 

Fonte: A Tarde

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje