Bento 16 publica decreto que abre caminho para antecipar conclave

O papa Bento 16 publicou nesta segunda-feira um decreto que muda a lei do Vaticano e abre caminho para antecipar o conclave que elegerá seu sucessor. A mudança significa que não será necessário esperar 15 dias para que seja escolhido o novo pontífice.

O pontífice renuncia na próxima quinta (28) e já desejava adiantar o conclave, que estava previsto para meados de março. O decreto modifica a lei imposta por seu antecessor, papa João Paulo 2º, que determinava a quinzena como período para a preparação da reunião.

A nova medida, chamada de Motu Proprio, permite que a escolha do novo pontífice comece assim que todos os cardeais estejam em Roma. O decreto também pode ser usado eventualmente para atrasar o conclave em outras situações.

Sem a medida, o conclave deveria começar no dia 17 de março, o primeiro domingo após o período de 15 dias do cargo vago. A data é uma semana antes do Domingo de Ramos, que abre os rituais da Semana Santa e da Páscoa, um dos principais períodos religiosos do cristianismo.

Na próxima quarta-feira (27), o papa realizará sua última audiência geral, desta vez, e apesar das incertezas climáticas, na praça de São Pedro, e não na Sala Paulo 6º, para dar espaço ao maior número possível de fiéis.

No próximo dia 28, a saída de Bento 16 do Vaticano em um helicóptero, às 17h (13h de Brasília) representará um marco na história da igreja e será transmitida ao vivo por televisões de todo o mundo.

ANGELUS

No domingo, o papa disse a cerca de 50 mil pessoas que foram à praça de São Pedro, no Vaticano, que Deus o chamou para se dedicar mais à oração e à meditação, o que fará “de um modo mais adequado” à sua “idade e forças”.

“Neste momento de minha vida sinto que a palavra de Deus está dirigida a mim. O Senhor me chama a subir ao monte, a me dedicar ainda mais à oração e à meditação”, disse o emocionado papa, que foi interrompido várias vezes por aplausos e gritos de “obrigado”.

“Se Deus me pede isto, é justamente para que possa continuar servindo à Igreja com a mesma dedicação e amor com que tenho feito até agora, mas de uma maneira mais adequada à minha idade e às minhas forças”, explicou o alemão, que em abril completará 86 anos.

Após a renúncia, Bento 16 seguirá para a residência de verão dos papas, em Castel Gandolfo, de onde partirá para a clausura, dias depois, em um convento na cidade do Vaticano. O atual pontífice será acompanhado de seu secretário e de servas da Igreja Católica.

Fonte: Folha de São Paulo

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje