Bahia contribui para a elaboração da Base Nacional Curricular

bahia-realiza-seminario-da-base-nacional-comum-curricular-17

Com o objetivo de contribuir na elaboração do documento da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), professores, estudantes e gestores educacionais participam de seminário, em Salvador, nestas terça e quarta-feira (26 e 27). A BNCC deve determinar os conhecimentos e habilidades essenciais que todos os estudantes brasileiros das três etapas da Educação Básica (Educação Infantil, Ensino Fundamental e Médio), devem aprender. Os currículos serão definidos considerando as especificidades de cada localidade e região do país.

O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, destacou na abertura do evento, que “o grande desafio pautado nesse debate é o de permanentemente ir adotando conteúdos na escola que enxerguem os aspectos da realidade e cotidiano dos estudantes. Além da inovação na escola, devemos adotar um currículo que consiga ligar o Ensino Fundamental ao Superior a partir de práticas novas, e entregar àqueles que adentram a escola pública a condição de saírem com uma boa formação e com a vocação encontrada. A BNCC é a essência para isso”, destaca Pinheiro.

O coordenador Geral do Ensino Médio, do Ministério da Educação, Ricardo Cardozo, afirma que, após essa fase de construção participativa e democrática, será realizada uma versão final da BNCC para aprovação pelo Conselho Nacional de Educação (CNE). Esta versão, por sua vez, será encaminhada para ser homologada pelo MEC. “Esta base oferece uma proposta de uma orientação curricular para que os estados, escolas e municípios construam os seus currículos”, afirma.

Para estudante Rafaella Alencar, do 2° ano, do Colégio Estadual Thales de Azevedo, é essencial que os estudantes se envolvam nos debates. “Desde que a BNCC começou a ser discutida vimos a importância da qualificação do debate com a participação estudantil”, afirma.

A presidente estadual da União Nacional dos Dirigentes Municipais de Educação (UNDIME), Gelcivânia Mota, fala sobre a importância das discussões em torno da BNCC. “Precisamos assegurar na escola os conteúdos sistematizados e acumulados historicamente e contextualizá-los com o dia a dia das nossas crianças e jovens, pois para a escola se ressignificar depende de cada um de nós e esse seminário é fundamental”, destaca.

Fonte: Ascom SEC

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje