Bahia apresentará projetos de Educação para a OEA

reuniao-com-dirigentes-do-virtual-educa
Além de se preparar para sediar, em 2018, um dos maiores eventos internacionais na área de educação, o Governo da Bahia vai apresentar projetos à Organização dos Estados Americanos (OEA), entidade responsável pelo Virtual Educa. Com este propósito, a Secretaria da Educação do Estado da Bahia promoveu, nesta sexta-feira (29), uma reunião com a comitiva liderada pelo secretário-geral do Virtual Educa, José María Antón.

“A ideia desta reunião foi sintonizar os superintendentes na preparação de projetos que devemos apresentar até setembro para a OEA, para as agências de fomento, e, óbvio, preencher todos os requisitos, além de ajustar o conteúdo para consagrar a realização do evento em 2018”, destacou o secretário da Educação, Walter Pinheiro.

Logo após a reunião, Pinheiro falou com o Ministro das Relações Exteriores, José Serra, para que o Itamaraty possa também endossar a posição brasileira, para que a Bahia seja sede, em 2018, do congresso que deve reunir mais de 10 mil pessoas. Ele também revelou que o governador Rui Costa deve visitar a sede da OEA.

“Hoje também nós preparamos a agenda do governador para outubro, em Washington, onde ele discutirá a questão do Virtual Educa 2018 e, também, para que apresente diversos projetos de captação de recursos. Óbvio que  nossa responsabilidade são os projetos da área de educação, mas estamos abrindo uma porta para o Governo da Bahia apresentar também projetos em outras áreas às agências de fomento, aos bancos, tendo a OEA, como a nossa principal porta de entrada”, disse Pinheiro.

A comitiva do Virtual Educa esteve, na noite desta quinta-feira (28), no gabinete do governador e visitou o Centro de Manufatura Senai Cimatec, além do Centro de Convenções da Bahia, que após passar por uma requalificação, poderá ser o local para receber o evento. José María Antón destacou que o Virtual Educa  possui convênios com muitos governos e com organismos internacionais, e avaliou como positiva a iniciativa da Bahia em apresentar projetos.

“Estamos na Bahia não só para um encontro, mas para um processo de exposição internacional de tudo o que fazem de inovação na Bahia, para que seja visto em toda América Latina e Caribe. Me parece que está havendo um esforço importante dos temas de educação das crianças, dos jovens e adultos; as taxas de analfabetismo têm reduzido muito e isto é um tema fundamental”, disse.

 As tratativas para a Bahia sediar o congresso internacional foram iniciada pelo secretário Walter Pinheiro, que foi convidado por Antón para representar a Bahia como palestrantes e compor a delegação brasileira, na edição ocorrida em Porto Rico, neste ano.

Também participaram da reunião, o presidente da Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex), Ruben Delgado, e o diretor da Fiocruz, na Bahia, Manoel Barral Netto, além da equipe da Secretaria da Educação.

Fonte: Ascom SEC

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje