Azi critica gastos de R$ 2,1 milhão com helicópteros

O deputado Paulo Azi, presidente estadual do Democratas, colocou em dúvida na sessão plenária da Assembleia Legislativa desta segunda-feira, 22, a determinação do governo em sanar a crise financeira que assola o Estado. Dois fatos considerados graves pelo parlamentar indicam que as últimas medidas de cortes anunciadas por Jaques Wagner, passam ao largo de setores como o da propaganda – que dá visibilidade à imagem do governador – e o das mordomias pessoais, a exemplo do uso de helicópteros.

Azi denunciou os gastos astronômicos do governo Wagner com publicidade – que só nos primeiros sete meses desse ano já ultrapassaram a cifra de R$ 60 milhões – e de dois contratos para manutenção de helicópteros publicados nos últimos dias, no Diário Oficial. Um do dia 19/08/2013, no valor de R$ 1.030.068 milhão, pregão eletrônico 023/2013- CMG, e outro do dia 23/08/2012, aditivo ao contrato de número CMG/017/2011, no valor de R$ 1.079.564 milhão que, somados, ultrapassam o montante de R$ 2,1 milhões.

“O governador troca de secretário, anuncia um pacote de contenção, mas continua investindo alto em publicidade, mantendo mordomias e passeando pelos céus da Bahia com seus helicópteros”, indignou-se, sugerindo que, diante da crise, Wagner deveria acordar mais cedo, pegar o carro oficial e dirigir-se ao CAB para trabalhar. “Seria uma ótima sinalização de sua Excelência, demonstrando à população que efetivamente está determinado a equilibrar as contas do governo que, em 2006, recebeu como referência de equilíbrio fiscal no país”.

Fonte: Assessoria de Comunicação do Democratas

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje