Aras receberá caso da filha de Queiroz até o final de novembro

Até o fim de novembro, chegará às mãos do procurador-geral da República, Augusto Aras, o inquérito instaurado pelo Ministério Público para investigar se a personal trainer Nathalia Queiroz, filha de Fabrício Queiroz, era funcionária fantasma no gabinete de Jair Bolsonaro (PSL) no período em que ele foi deputado federal.

O chefe da PGR pode suspender a investigação – com o argumento de que presidentes da República não são investigados por crimes anteriores ao mandato – colocá-la em andamento ou arquivá-la, caso entenda não haver ilegalidades. Com informações do colunista Lauro Jardim, do Globo.

 

Fonte: bahia.ba

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje