ANP publica Anuário Estatístico 2013

A ANP publica nesta segunda-feira (29/07), em sua página na internet (http://www.anp.gov.br/?pg=66833), o Anuário Estatístico Brasileiro do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis 2013, com dados referentes ao desempenho da indústria e do sistema de abastecimento nacionais no período de 2003 a 2012. 

O Anuário 2013 traz como destaque o recorde da produção bruta de gás natural no Brasil, que atingiu 70,8 milhões de m³/dia – um incremento de 7,3% em relação a 2011 – além da expressiva redução de queimas e perdas (-17,8%) e do volume de gás reinjetado nos poços (-12,3%), com o que o volume de produção líquida aumentou 16,5% em relação a 2011, totalizando 46,5 milhões de m³/dia.

Além disso, em 2012, houve significativo aumento da produção de petróleo e de gás natural do pré-sal, que em dezembro atingiu, respectivamente, 247 mil barris/dia e 7,9 milhões de m³/dia.

Outro destaque foi o aumento do valor dos investimentos obrigatórios da cláusula de Pesquisa e Desenvolvimento (P&D), que alcançou R$ 1,2 bilhão de reais em 2012, e do Programa de Recursos Humanos da ANP (PRH-ANP), que disponibilizou R$ 59,8 milhões para a concessão de bolsas de estudos e taxa de bancada nas universidades.

Em 2012, as participações governamentais bateram recordes e alcançaram R$ 31,8 bilhões. Deste total, os royalties representaram R$ 15,6 bilhões e as participações especiais R$ 15,9 bilhões.

No segmento de refino, a produção de derivados atingiu 2,02 milhões de barris/dia, um aumento de 6,5% em relação a 2011. Os maiores aumentos volumétricos foram na produção de gasolina A e de óleo diesel. No abastecimento, em comparação com 2011, as vendas de combustíveis cresceram em um ritmo mais acelerado (6,1%) no Brasil, com destaque para o aumento de 11,9% do volume de gasolina C comercializado, em contraste com a queda de 9,6% nas vendas de etanol hidratado.

Fonte: Assessoria de Imprensa da ANP

 

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje