Alunos da Ufba reivindicam melhorias no campus da Federação

protesto-de-estudantes

Alunos do campus da Estrada de São Lázaro da Universidade Federal da Bahia (Federação), junto com integrantes do Centro Acadêmico de Serviço Social Mãe Preta, realizaram uma passeata e um protesto, nesta quinta-feira, 28, para reivindicar melhorias nas instalações da unidade de ensino.

Os estudantes elaboraram uma carta com mais de 10 solicitações para cobrar medidas na reitoria da instituição, no Canela. Os alunos afirmam que o campus possui problemas crônicos como a constante falta de água, pouca iluminação além de segurança precária.

A pauta de reivindicação também pede o funcionamento do restaurante localizado dentro do campus, extensão do horário de funcionamento da biblioteca, ampliação da frota do Buzufba e outros serviços. As instalações acomodam alunos de diversos cursos da área de ciências humanas,  a exemplo de História, Serviço Social, Psicologia e Enfermagem.

“Há mais de três anos o curso de Serviço Social traz essas reivindicações para a reitoria e nada é resolvido. O campus São Lázaro para o reitor não é Ufba”, disparou a estudante Maiara Pedral, 20 anos.

Em reunião com os alunos nesta tarde, o vice-reitor Paulo Miguez ressaltou as dificuldades financeiras que a Ufba vem encarando para arcar com as despesas.

“Universidades não produzem dinheiro e, sim, recebem recursos do Ministério da Educação. Atualmente, a Ufba tem uma dívida com a Coelba e isso reflete em São Lázaro e em outros setores da instituição. Estamos enfrentando dois anos de dificuldade orçamentária”, disse.

O vice-reitor ainda destacou que a Ufba tem uma dívida na conta de energia no valor de R$ 6 milhões e que recebeu há pouco tempo recursos do MEC para quitar o débito.

Fonte: A Tarde/Foto: Ana Paula Santos

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje