Administração municipal precisa alinhar ações e discurso – Opinião – Maurílio Fontes

Neste espaço já foi registrada a falta de sinergia entre a equipe de primeiro escalão da administração municipal de Alagoinhas. Não há novidade nisso.

Mas quando se dá publicidade a fatos internos, por intermédio de veículos de comunicação, fica patenteada a completa desorganização do governo comandado pelo prefeito Paulo Cezar (PDT).

As críticas de Ericson Carvalho, diretor da Central de Abastecimento, à falta de apoio da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT) para o disciplinamento de carga e descarga demonstram que ninguém se entende.

Reuniões, reuniões, muito cafezinho adocicado e nada de concreto se resolve em algumas áreas, paralisadas desde o ano passado.

Como se usasse óleo de peroba (os mais velhos sabem o significado do uso do produto), o governo apresenta desculpas esfarrapadas com intenção de convencer parte da imprensa amestrada e por intermédio dela, parcelas da população, hoje mais atentas do que ontem, ao jogo comunicacional da administração e de seus asseclas radiofônicos.

As críticas do vereador Jorge da Farinha, líder do governo no legislativo, à ausência da SMTT na cavalgada da aniversariante Luana, a mula que ficou famosa, também revelam o descompasso entre a administração e sua base política na Câmara de Vereadores.

É papel do líder do governo defender as ações governamentais e não criticá-las. Neste caso específico, as críticas aconteceram por conta de uma ação correta da SMTT, que não colocou sua estrutura de pessoal e de equipamentos à serviço da mula Luana. Ponto para a SMTT.

Um vereador da base disse ao Alagoinhas Hoje que as pressões do núcleo político do governo para barrar as convocações dos dois secretários foram fortes e insistentes.

A administração municipal precisa alinhar ações e discurso. Senão ficará à mercê das circunstâncias, que nem sempre serão favoráveis.

 

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje