Alagoinhas: Caixa vai retomar imóveis de maus pagadores do Minha Casa Minha Vida

MCMV

Decisão da Caixa em nível nacional terá reflexos em Alagoinhas: a instituição financeira vai retomar os imóveis de maus pagadores do Minha Casa Minha Vida incluídos na faixa 1 que estejam com inadimplência superior a três meses.

A faixa corresponde a famílias com renda de até R$1.600,00 por mês. A prestação tem o valor limitado a 5% da renda familiar mensal, com piso mínimo de R$25,00 por mês (faixa 1).

A inadimplência em Alagoinhas, cujos dados não são oficiais, estaria entre 40% e 50%.

Segundo uma fonte do site, centenas de mutuários já teriam acumulado mais de seis meses de parcelas em atraso e em alguns casos este período seria superior a doze meses. Com isso, os débitos com as parcelas vencidas ultrapassariam mais de R$ 1 mil, transformando o montante em valor relevante quando comparado com a renda familiar. Mas não há outra forma de manter o imóvel a não ser quitando a dívida com a Caixa Econômica.

Com a crise, o governo federal resolveu intensificar as cobranças e o sistema do banco financiador passou a enviar SMS de cobrança após os primeiros dias de atraso das parcelas.

Em Alagoinhas, foram entregues aproximadamente 2.800 residências do programa Minha Casa Minha Vida nos conjuntos Nulce Pereira Gonçalves (Rua do Catu), Brisas do Catu, Vila de São Pedro (Mangalô), Residencial Alagoinhas (Barreiro) e Bom Viver, também no Barreiro.

 

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje