Senador teria obrigado deputado a incluir nomes em relatório final da CPI

 

O senador baiano Walter Pinheiro (PT) aparece em reportagem desta semana da revista Veja como integrante de um grupo do partido que teria obrigado o relator da CPI do Cachoeira, Odair Cunha, a incluir no relatório final da comissão “ataques infundados e sanções ao procurador-geral da República, Roberto Gurgel, e a Policarpo Júnior”, diretor da Sucursal de Brasília e um dos redatores-chefes da publicação. Segundo Veja, Odair teria sido convocado na última terça-feira para uma série de reuniões em Brasília, comandadas pelo presidente nacional do PT, Rui Falcão, que, no entanto, participou das conversas apenas por telefone.  O grupo era integrados pelos deputados Paulo Teixeira e Jilmar Tatto, considerado o mais exaltado entre eles, além de Pinheiro e do senador José Pimentel. Relata a revista que a tropa petista dizia que, se não cumprisse  o determinado, o relator da CPI se tornaria um pária dentro do PT, não teria mais espaço para nada, “estaria f…”  Segundo o semanário, Odair resistiu até o fim da tarde, quando pediu à sua equipe que obedecesse à direção do PT. Nenhum dos parlamentares se pronunciou na revista.

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje