Vereadores dividiram garrafas de água na sessão de votação da LOA

Além do vereador Jorge Mendes, que não apareceu para presidir a sessão de hoje, as garrafinhas de água, tão abundantes no plenário da Câmara de Vereadores de Alagoinhas ao longo do ano, também desapareceram e os legisladores tiveram que dividir as 10 unidades restantes no estoque da Casa. Para um vereador, que solicitou anonimato, a falta de água é o retrato do “final lamentável da administração do presidente Jorge Mendes”. “A Casa está bonitinha por fora, mas oca por dentro”, pontuou o edil.

Na quinta-feira passada, em conversa com o editor do Alagoinhas Hoje e outros profissionais de imprensa, o ainda presidente da Câmara de Vereadores afirmou que não estaria presente na sessão de hoje. Cumpriu aquilo que afirmou. Na próxima terça-feira, dia 29, quando a Lei Orçamentária Anual será votada em segundo e último turno, o vereador possivelmente também estará ausente. “Acho que não vamos ter nem água para os vereadores”, disse um dos membros do legislativo, na tentativa de demonstrar que “as coisas não andaram bem nestes dois anos e a insatisfação é geral com a forma que a Casa foi conduzida”.

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje