Secretarias estaduais de Desenvolvimento Rural e de Educação firmam parceria para dinamizar a educação profissional para o meio rural

eduprofissional1

O secretário de Desenvolvimento Rural, Jerônimo Rodrigues e o diretor presidente da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), Wilson Dias, visitaram, nesta sexta-feira (11), o Centro Territorial de Educação Profissional Recôncavo II Alberto Torres (CETEP), em Cruz das Almas, Território de Identidade do Recôncavo, com o objetivo de firmar uma parceria com a Secretaria de Educação (SEC), por meio da Superintendência de Educação Profissional (Suprof) e participar da implantação do 1º Núcleo de Educação no Campo da Bahia.

No encontro, que teve a presença do superintendente da Suprof, Almerico Lima, do coordenador Executivo de Pesquisa, Inovação e Extensão Tecnológica (CEPEX), Orlando Pereira, do superintendente baiano de Assistência Técnica e Extensão Rural (Bahiater), Ivan Fontes e da vice-reitora da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia (UFRB), Georgina Gonçalves, da coordenadora estadual dos Territórios, Rosana Vieira e técnicos do Serviço de Apoio à Agricultura Familiar (SETAF) no Recôncavo, professores e estudantes do CETEP e representantes de entidades da Sociedade Civil, foi assinado um termo de Descentralização de Crédito Orçamentário entre a SDR/CAR e a SEC, para a implantação de unidades didáticas de demonstração de tecnologias de captação e uso de água das chuvas para a produção no CETEP de Cruz das Almas, unidade que atende 1.300 estudantes de todo o Território do Recôncavo.
O titular da SDR, Jerônimo Rodrigues, destacou a importância de estar em um ambiente de educação e da união entre a universidade e o centro de formação profissional, falou também das importantes ações que estão sendo executadas pela SDR, por meio da CAR, de inclusão socioprodutiva dos agricultores familiares e da Bahiater, na assistência técnica e extensão rural. Para o secretário, todos, incluindo a juventude, devem assumir a responsabilidade pelo funcionamento do bem público e participarem da execução das políticas públicas exercendo seu papel como cidadãos. “Precisamos de jovens profissionais que tenham um olhar diferenciado que possam atender a públicos diferenciados, na assistência técnica e extensão rural, a exemplo das comunidades e povos tradicionais, como os indígenas e quilombolas, respeitando suas culturas, religiões e formas de produzir”.
Para o diretor da CAR, Wilson Dias, que é ex-aluno dessa instituição de ensino, as parcerias entre as secretarias e as universidades são fundamentais para que as ações sejam bem sucedidas. “Esse é o início de uma parceria que vai durar muito, com ações que incluem, entre outras, a aquisição de equipamentos que possam ajudar aos estudantes colocar em prática o que é ensinado na teoria, pois precisamos de jovens profissionais que possam atuar do desenvolvimento das comunidades rurais”.
“Será instalado na unidade um sistema de captação de água simplificado, que captará a água da chuva e destinará a um reservatório, que servirá para a irrigação do que é produzido no local. Depois de instalado esse sistema e outros que ainda virão, desejamos que o CETEP seja um local de produção e difusão de tecnologia, disseminando para outras entidades o conhecimento e ajudando no desenvolvimento rural dessa região”, afirmou.
De acordo com o superintendente da Suprof, Almerico Lima, a educação profissional não pode ser um conhecimento individual, mas deve ser coletivo, que realize uma intervenção social. Ele explicou que na Bahia, atualmente, existem 82 mil estudantes de educação profissional e que essa é uma conquista alcançada nos últimos anos. “Estamos implantando aqui no CETEP o primeiro Núcleo de Educação Profissional do Campo, que irá pensar, filosófica e metodologicamente, formas que possibilitem o processo de melhoria dessa área da educação”. O superintendente, que falou do diálogo com a SDR na construção de uma política formativa para atender às demandas sociais, anunciou ainda a implantação de um Centro Digital de Cidadania na unidade.
A vice-reitora da UFRB, Georgina Gonçalves, reafirmou a parceria com o CETEP e salientou que é preciso fortalecer o nosso modo de pensar e formar os profissionais que irão atuar no mercado de trabalho atual. “Precisamos construir um núcleo de educação mais forte, construindo também um modo de produção que a gente acredita que seja o melhor”.
Fonte: CAR

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje