Salvador atende vítimas de racismo na Olimpíada

atendimento-nelson-mandela-racismo

Quem for alvo de injúria racial durante os jogos olímpicos em Salvador deve denunciar o crime imediatamente. A queixa pode ser feita na sede do Centro de Referência de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa Nelson Mandela, situado na Avenida Sete de Setembro, pelo e-mail cr.racismo@racismo.ba.gov.br ou ainda pelo telefone (71) 3117-7448.

Os casos registrados na unidade são acompanhados pela Rede de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa do Estado da Bahia, que agrega instituições do poder público, universidades federais e estaduais, órgãos que formam o Sistema de Acesso à Justiça e um conjunto de organizações da sociedade civil.

As denúncias também podem ser feitas na Secretaria de Promoção a Igualdade Racial (Sepromi), que fica na Avenida Paulo VI, nº 760, Edf. Belmonte Empresarial, 2º andar, no bairro da Pituba, também na capital. Quem preferir, pode fazer o registro pelo telefone  (71) 3103-1440.

Iniciado no dia 4, quando houve a primeira partida de futebol da Olimpíada 2016 na Arena Fonte Nova, o esquema especial se estende até sábado, dia 13.

Confira o esquema de atendimento:

Terça-feira (9)/Quarta-feira (10)/Sexta-feira (12)/Sábado (13)

Manhã – Centro de Referência de Combate ao Racismo e à Intolerância Religiosa Nelson Mandela: 71 3117-7448.

Tarde – Sede da Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi): 71 3103-1440.

Fonte: bahia.ba

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje