PC do B se alia a partidos pró-impeachment nas eleições municipais

PCdoB

Aliado histórico dos petistas, o PC do B vai deixar de lado o discurso do “golpe” e apoiar nas eleições pelo país candidatos da base do presidente interino Michel Temer, como PSB e até mesmo o PSDB.

Em Teresina (PI), o PC do B endossa a reeleição do prefeito Firmino Filho (PSDB), que concorrerá contra o deputado estadual Dr. Pessoa (PSD) e o jornalista Amadeu Campos (PTB), este último apoiado pelos petistas.

Aliado da família Calheiros em Alagoas, governada por Renan Filho (PMDB), os comunistas vão apoiar o peemedebista Cícero Almeida em Maceió (AL). Deputado federal, ele votou a favor do afastamento de Dilma.

No Recife (PE), o partido vai reeditar a dobradinha com o prefeito Geraldo Júlio (PSB), que disputa a reeleição. Os seis deputados do PSB de Pernambuco votaram pelo impeachment, incluindo o hoje ministro das Minas e Energia, Fernando Coelho Filho.

O movimento do PC do B vai na contramão do PT, que neste ano rompeu alianças regionais com caciques peemedebistas como Renan, Jader Barbalho (PA) e José Sarney (MA).

Presidente nacional do PC do B, a deputada federal Luciana Santos diz que, em uma eleição municipal, a realidade local pode se sobrepor.

“Se fosse só apoiar quem foi contra o impeachment, sobrariam o PT, uma parte do PDT e o PSOL. É um arco muito restrito”, diz ela, que classifica alianças com tucanos e peemedebistas como “exceções”.

O PC do B vai lançar candidatos próprios em três capitais, menos do que na eleição de 2012.

Porém, ao contrário da eleição anterior, apenas Edvaldo Nogueira (Aracaju) e Alice Portugal (Salvador) vão para as urnas com uma ampla aliança. Na capital sergipana, o candidato terá o apoio do governador Jackson Barreto (PMDB).

No Rio, a deputada Jandira Feghali será apoiada pelo PT.

Fonte: Folha de São Paulo

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje