‘Dilma disse que poderia me ajudar no STF’, afirma Eduardo Cunha

O presidente afastado da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, acusou a também afastada presidente do Brasil, Dilma Rousseff, de ter lhe oferecido “ajuda” de cinco ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) em seu último encontro reservado com a petista, em setembro de 2015.

“Ela me convocou para falar de medidas e sei lá o quê e disse que tinha cinco ministros do Supremo para poder me ajudar”, afirmou. Na época, ele já havia rompido com o governo e acabava de ser denunciado pelo Ministério Público por suspeita de corrupção e lavagem de dinheiro na Lava Jato – e discutia com a oposição a possibilidade de aceitar o pedido de impeachment.

Sem dar detalhes, Cunha disse ter mantido a suposta oferta em segredo até agora porque, “concretamente, ela não disse o que ia fazer”. “Considerei uma bravata”, completou. O ex-advogado-geral da União, José Eduardo Cardozo, negou enfaticamente a versão e disse que Cunha não merece “nenhuma credibilidade”.

Fonte: bahia.ba

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje