Alagoinhas: Crise atinge construção civil e obras do Conjunto Linha Verde estão paralisadas

CONJUNTO

A crise financeira de vários segmentos produtivos da microrregião chegou à construção civil em Alagoinhas e as obras do Conjunto Linha Verde, vinculado ao Programa Minha Casa, Minha Vida, estão paralisadas desde a última quarta-feira (3) por conta da falta de pagamento dos salários de Maio e do atraso da entrega dos vales transporte.

O Sindicato dos Trabalhadores na Indústria da Construção Civil e Madeira do Estado da Bahia (Sintracom) mobilizou na semana passada os 126 operários da QG Construções e Engenharia, empresa responsável pela edificação do conjunto habitacional,  e paralisou as obras.

Com isso, o cronograma de entrega das 500 casas, definido para Outubro de 2015, não será cumprido, prejudicando os futuros moradores do conjunto que certamente planejam passar as festas natalinas em suas novas residências. Mas não há certeza quanto a isso.

A paralisação das obras, além do impacto direto na vida dos 126 trabalhadores da QG Construções e Engenharia, afeta também outros setores e aproximadamente duas centenas de pessoas que atuam nas áreas de alimentação, transporte e locação de equipamentos, dentre outras, serão prejudicadas se a situação não for resolvida nos próximos dias.  

 

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje