Conselho adia votação de cassação de Cunha para dia 14

eduardo-cunha

O Conselho de Ética da Câmara adiou mais uma vez a sessão de votação do parecer do relator Marcos Rogério (DEM-RO) para cassação do mandato do presidente afastado da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). A votação foi remarcada para a próxima terça, 14, às 14h30.

O presidente do colegiado, o deputado José Carlos Araújo (PR-BA) decidiu cancelar a sessão prevista para esta quarta, 8. O baiano alegou que a convocação de uma sessão de votação no plenário principal da Câmara pela manhã poderia atrapalhar o andamento do trabalho do conselho.

A sessão no plenário é para tentar votar o segundo turno da proposta de emenda à Constituição (PEC), que prorroga até 2023 a permissão para a União utilize livremente parte da arrecadação, conhecida como Desvinculação de Receitas da União (DRU).

O relatório do deputado Marcos Rogério foi apresentado em reunião nesta terça, 7. A previsão era que o parecer fosse votado no mesmo dia, mas o relator pediu mais tempo para analisar o voto.

A medida foi vista como uma estratégia para dar mais tempo aos adversários de Cunha, já que a ausência da deputada Tia Eron (PRB-BA), que não compareceu a sessão, quem votaria no lugar dela seria seu suplente, o deputado Carlos Marun (PMDB-MS), que é favor de Cunha.

Fonte: A Tarde

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje