Casa Cor retorna à capital baiana em novo endereço

Mais importante mostra de decoração da América Latina, a Casa Cor retorna em setembro à capital baiana depois de não ter sido realizada em 2016 por causa da crise. Como a situação do país ainda não está combinando muito bem com a classe da marca, a organização optou por uma versão reduzida do evento, que acontecerá em um casarão da primeira metade do século XX, na Avenida Marques de Leão, Barra.

“Optamos por uma versão mais modesta. O importante é que a terceira maior cidade do país não fique sem o evento”, explica a franqueada local da Casa Cor, Luizinha Brandão. Para ela, a escolha da casa também serve ao propósito de tentativa de revitalização da Barra, que tem recebido novos empreendimentos imobiliários. O próprio casarão onde acontecerá a mostra vai virar um prédio em breve. “É uma casa linda, com quintal, e lindos pisos de madeira”, diz a arquiteta Ana Paula Magalhães.

Edição 2017 da Casa Cor Bahia

Local: Casarão de número 137 na Avenida Marques de Leão, Barra

Quando: De 20 de setembro a 3 de novembro

Valor do ingresso: Ainda não definido pela organização do evento

Quem vai estar presente: Entre os nomes confirmados estão os arquitetos David Bastos, Ana Paula Magalhães,   Thiago Manarelli e Márcia Meccia, além de lojistas como Leo James (Triadee) e Magali Santana (Luminatta)

Contato: Casa Cor Bahia/ Telefone: 3345-4360

Ela esteve no lançamento oficial do evento na última quarta-feira. A programação ainda está sendo montada, mas nomes como os arquitetos David Bastos e a própria Ana Paula estão confirmados na mostra. “Espero que seja uma ajuda para revitalizar o bairro”, avalia a arquiteta.

Dinamizar o bairro

O evento deste ano está sendo encarado como uma oportunidade de estimular o bairro e, também, um setor que, com todos os percalços, movimentou R$ 7 bilhões em todo o Brasil em 2016, segundo pesquisa feita pela agência financeira Multicred. E, segundo a Associação Brasileira de Design de Interiores (ABD), registrou 500% de aumento nas vendas entre 2004 e 2014.

“Queremos dar um impulso nas vendas do setor”, afirma Luizinha, ressaltando que o impacto das vendas ocorre ao longo do ano.

Sobre a Barra, ela argumenta que a chegada da Casa Cor a Salvador foi determinante para consolidar a Alameda das Espatódeas, no Caminho das Árvores, como um endereço de empresas de decoração.

Ana Paula, por sua vez, espera que a Casa Cor traga de volta ao bairro o público que deixou de circular à noite pelas ruas da Barra após a requalificação feita pela prefeitura de Salvador.

“Muitos bares, restaurantes e lojas fecharam. Espero que esse evento ajude a trazer o público de volta para um bairro que é um ícone de Salvador”, afirma a arquiteta.

Ex-representante da La Lampe em Salvador, a empresária Magali Santana começou a participar da Casa Cor há 20 anos, ainda em São Paulo. Com o lançamento de sua própria loja, a Luminatta, em agosto do ano passado, ela estreia este ano sua grife no evento. “Não há como ficar de fora de um evento que é referência em todo o país”, diz a empresária, que vai ser responsável pela iluminação de alguns ambientes.

Representante das famosas marcas de cortinas e persianas Hunter Douglas e Santa Mônica, além de tapetes, Leo James, da Triadee, também está presente no evento. “Seremos parceiros de alguns decoradores na Casa Cor”, afirma.

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje