Banco Central mantém juro básico em 7,25% ao ano

O Banco Central (BC) manteve nesta quarta-feira (6) o juro básico da economia brasileira, a taxa Selic, em 7,25% ao ano.

Foi a terceira reunião seguida do Copom (Comitê de Política Minetária) em que a taxa –que está no menor nível da história– foi mantida. O último corte, de 7,5% para 7,25% ocorreu em outubro de 2012. Desde agosto de 2011, a Selic caiu 5,25 pontos percentuais, em dez reduções consecutivas.

A manutenção foi definida por unanimidade e não houve viés (de alta ou baixa).

A decisão confirmou a principal aposta de economistas, que ganhou mais força após a divulgação do fraco desempenho da economia brasileira no ano passado –com expansão de 0,9% em 2012, abaixo das estimativas. Além do PIB (Produto Interno Bruto) fraco, pressões políticas do governo por juros baixos também foram apontadas por especialistas para justificar a manutenção da Selic no patamar atual, apesar do aumento da inflação.

“Prevalece no governo a visão de que a inflação irá retomar a queda no segundo semestre, quando se espera que os efeitos da desvalorização do real [em relação ao dólar] percam força”, diz Luciano Rostagno, estrategista-chefe do Banco WestLB do Brasil.

“A presidente Dilma já discursou em público a favor da manutenção do juro por um longo período de tempo”, acrescenta Elad Revi, analista da Spinelli Corretora.

Fonte: Folha de São Paulo

Maurílio Fontes

Proprietário, jornalista, diretor e responsável pelo Portal Alagoinhas Hoje